Princípio Ativo: cafeína + carisoprodol + paracetamol
Bula: Veja a bula
Registro MS: 1057300210026
Receita: Sim, Branca Comum
Tipo do medicamento: Similar

Este medicamento é destinado ao tratamento de estados dolorosos, reumáticos ou traumáticos, tais como:

  • - Dores musculares;
  • - Espasmos (contrações);
  • - Distensão muscular (ruptura das fibras do músculo);
  • - Traumatismo de região não especificada do corpo (lesão sem corte que provoca dor e inchaço);
  • - Torcicolos (endurecimento dos músculos do pescoço causando dor);
  • - Luxação (deslocamento de um ou mais ossos de uma articulação);
  • - Entorse (lesão articular em que não houve luxação);
  • - Distensão de região não especificada do corpo (lesão de tendão, músculo ou ligamento perto de uma articulação).

Como Dorilax funciona?

Dorilax apresenta em sua composição substâncias com atividade relaxante muscular e analgésica. O paracetamol tem ação analgésica (contra a dor) e antipirética (contra a febre). O carisoprodol é um relaxante muscular que reduz indiretamente a tensão da musculatura em seres humanos.

A cafeína é um estimulante do sistema nervoso central, que atua sobre a musculatura, tornando-a menos suscetível à fadiga (cansaço) e melhorando o seu desempenho. A cafeína produz estado de alerta mental e tende a corrigir a sonolência que o carisoprodol provoca.

O tempo médio estimado para início da ação depois que você tomar Dorilax é de 15 a 45 minutos.


Dorilax é contraindicado para o uso por pacientes alérgicos a um ou mais componentes do medicamento:

  • - Nos casos de miastenia gravis (doença neuromuscular que causa fraqueza e cansaço);
  • - Discrasias sanguíneas (qualquer alteração envolvendo as células do sangue);
  • - Porfiria aguda intermitente (distúrbio metabólico raro em que há alteração de uma enzima que faz a ligação do oxigênio na hemoglobina, uma célula do sangue);
  • - Gastrites (inflamação no estômago);
  • - Duodenites (inflamação no duodeno);
  • - Úlceras gástricas (no estômago) ou duodenais (no duodeno);
  • - Insuficiência (mau funcionamento) cardíaca (do coração), hepática (do fígado) ou renal (dos rins) grave;
  • - Hipertensão arterial (aumento da pressão arterial) grave.


CANCELAR