Quemicetina 500mg caixa com 20 comprimidos revestidos

Pfizer /(cód.: 1010009)

Quemicetina 500mg caixa com 20 comprimidos revestidos é um medicamento. Consulte um médico ou farmacêutico pois seu uso pode trazer riscos. Leia a bula.

Evite a automedicação.

Produto Indisponível

Princípio Ativo: Succinato Sódico de Cloranfenicol
Bula: Veja a bula
Registro MS: 1021601270035
Receita: Sim, Branca 2 vias
Tipo do medicamento: Referência

Quemicetina comprimidos revestidos tem atividade antibiótica (combate infecções por bactérias) e é indicada nas condições causadas pelos diversos microorganismos citados abaixo:

  • - Infecções por Haemophilus influenzae, principalmente tipo B: meningites (infecção das meninges, membrana que envolve o cérebro e a medula), septicemia (infecção grave generalizada com presença de bactérias no sangue), otites (infecção do ouvido), pneumonias (infecção do pulmão), epiglotites (infecção da epiglote que é uma cartilagem da garganta), artrites (infecção das articulações), osteomielites (infecção do osso), etc;
  • - Febre tifóide e salmoneloses invasivas (inclusive osteomielite e sepse);
  • - Abscessos (cavidade com pus no seu interior) cerebrais por Bacteróides fragilis e outros microorganismos sensíveis;
  • - Meningites bacterianas causadas por Streptococcus ou Meningococcus, em pacientes alérgicos à penicilina;
  • - Rickettsioses e Infecções por Pseudomonas pseudomallei;
  • - Infecções intra-abdominais (principalmente por microorganismos anaeróbicos);
  • - Outras indicações (infecções específicas): actinomicose, antraz, brucelose, granuloma inguinal, treponematoses, peste, sinusites (infecção dos seios da face), otite crônica supurativa.

Quemicetina deve ser reservada para infecções nas quais outros antibióticos são ineficazes ou contraindicados. A Quemicetina não é indicada para prevenir infecções.


Como o Quemicetina funciona?

Quemicetina age principalmente como agente bacteriostático (impede que as bactérias produzam proteínas que são a base do seu crescimento e reprodução).


Quemicetina não deve ser utilizada no tratamento de infecções simples ou fora de sua indicação, por exemplo, em gripe, infecções virais (influenza), infecções de garganta ou como um agente profilático (para prevenir) infecções bacterianas.

Quemicetina não deve ser utilizado em pacientes:

  • - Com hipersensibilidade (alergia) ao cloranfenicol, seus derivados ou a qualquer componente da fórmula;
  • - Portadores de depressão medular (alterações no tecido que produz sangue), discrasias sanguíneas (alterações do número de células do sangue);
  • - Portadores de insuficiência hepática (diminuição da função do fígado) ou renal (dos rins);
  • - Gestantes (risco de intoxicação do feto, chamada de síndrome cinzenta do recém-nascido);
  • - Mulheres que estejam amamentando.

Recomenda-se evitar o uso de Quemicetina em pacientes:

  • - Recém-nascidos e prematuros;
  • - Em uso de antineoplásicos (medicamentos contra o câncer) e radioterapia (tratamento contra o câncer com radiação);
  • - Portadores de deficiência da G6PD (redução da quantidade da substância produzida pelo fígado);
  • - Portadores de porfiria (doença genética – transmitida de pai para filho – em que a produção de hemoglobina – substância responsável pelo transporte de oxigênio no sangue – é alterada).

Nesses casos se os benefícios do uso de Quemicetina superarem o risco e o medicamento for usado recomenda-se que a quantidade de células do sangue seja frequentemente monitorada por exames laboratoriais.

Recomenda-se que a Quemicetina não seja usada em conjunto com imunizações ativas (vacinação por vacinas com vírus ou bactérias vivas atenuadas).



CANCELAR